Tempo de leitura: 02:17 min

La Casa de Papel é um fenômeno! A série, produzida originalmente pelo canal espanhol Antena 3, foi comprada pela Netflix e ganhou o gosto popular muito rápido. E como aqui nós também curtimos, decidimos fazer está lista com 8 fatos sobre La Casa de Papel indispensáveis para qualquer fã.

1Nome de cidades

Todos os criminosos, como os fãs já sabem, possuem o nome de uma cidade: Rio, Berlim, Moscou, Nairóbi, Tóquio, Denver, Helsinque e Oslo. Mas os planos dos assaltantes também levam nomes de cidades, como Valencia e Chernobil. E até o bar que vemos em cena se chama Bar Hanói.

2Outro Título

Antes de escolherem o título “La Casa de Papel”, a produção trabalhou com o título de “Los Desahuciados” (Os Desalojados). A ideia seria referência ao fato de todos os criminosos deixarem seus lares para se aventurar no plano do Professor.

3Homenagem clássica

Uma homenagem honrosa em nossos fatos sobre La Casa de Papel. O visual de Tóquio (Ursula Corberó) foi inspirado em Mathilda (imagem acima), personagem de Natalie Portman no clássico filme “O Profissional” de Luc Besson lançado em 1994.

4Significado histórico

“Bella, Ciao”, música cantada pelos personagens, é uma canção de protesto criada na Itália no século XIX. O hino ficou famoso anos depois, por servir à resistência contra o regime fascista de Mussolini.

5É tudo jornal!

O dinheiro fictício em La Casa de Papel, principalmente para as cenas em que mostram os criminosos imprimindo, são feitos de jornal. A equipe não teve acesso às impressoras de verdade da casa de moeda, então usaram prensas de jornais.

6Perfeição é tudo

No piloto da série temos Tóquio sendo recrutada pelo Professor. Aquela cena rápida, demorou 5 horas para atingir a perfeição exigida pelos responsáveis da produção. E para chegar ao seu resultado final, foram feitas mais de 50 versões do piloto, se agregando detalhes e tirando outros que não faziam sentido.

7Netflix “espertinha”

Como já citamos, a série não é uma produção original da Netflix. A empresa de streaming fez várias mudanças no formato da produção. Na Espanha, a primeira parte contou com 9 episódios de aproximadamente 70 minutos, enquanto que mundialmente, pelas mãos da Netflix, foi exibida em 13 episódios de pouco mais de 40 minutos.

8Não é a Casa da Moeda?

A Casa da Moeda na série não é a verdadeira. Ao invés de filmar a fachada do prédio real, localizado em Madrid, a produção gravou no Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC). A Casa da Moeda oficial não liberou a equipe para gravar no local, enquanto que o CSIC (imagem acima) estava liberado nos finais de semana.

O que achou sobre nossa lista de fatos sobre La Casa de Papel? Sabe de mais algum segredo? Conta para a gente!