lúcifer
Tempo de leitura: 06:16 min

Lúcifer Morningstar é uma das entidades mais poderosas e antigas do Multiverso da DC e após milênios governando o Inferno decide se mudar para Los Angeles, que outra cidade poderia ser se não fosse a “Cidade dos Anjos”?

O personagem foi protagonista de uma das mais aclamadas series da Vertigo e agora com um seriado sendo transmitido no canal Fox, se tornou extremamente popular. Porem você conhece Lúcifer? Conhece o Senhor do Inferno? Venha descobrir 10 curiosidades sobre o personagem da DC Comics que talvez você ainda não saiba.

1Origem

No início não existia nada, então Yahweh, também conhecido como a Presença, uma representação de Deus, criou dois irmãos, Miguel Demiurgos e Samael. Miguel nasceu com o poder de criar matéria do nada e Samael de molda-la em qualquer coisa e dessa forma o Multiverso da DC Comics foi criado. Mais tarde Samael ficou conhecido como Lúcifer Morningstar.

2Primeira aparição

Sandman #4 – Primeira aparição de Lúcifer

Apesar de já ter aparecido em algumas HQs personagens que remetiam ao diabo, como por exemplo em Superman’s Pal Jimmy Olsen #65 e Hellblazer, é no selo da Vertigo, no volume 4 de Sandman, que é considerada a primeira aparição do personagem como ele é conhecido de fato.

Com o tempo o personagem foi ganhando visibilidade e acabou ganhando uma minissérie de 3 edições em 1999, depois uma serie de 75 edições lançada entre 2000 e 2006, e por fim um especial chamado Lúcifer: Nirvana. Todas edições foram escritas por Mike Carey.

3Um pouco da historia

Após 10 bilhões de anos no Inferno, Lúcifer começou a se sentir entediado, cansado de ser sempre responsabilizado pelos atos dos humanos e injustiçado por ter sido condenado a governar o Inferno para sempre apenas por ter se rebelado uma vez. É então que ele decide se mandar, expulsa todos demônios e almas condenadas, corta as próprias asas e deixa a chave dos portões do Inferno com Morpheus e se manda para Los Angeles, onde abre um bar chamado Lux. Posteriormente o Inferno acaba nas mãos de dois anjos: Duma e Remiel.

Durante a história é revelado que Lúcifer não foi para o Inferno como uma forma de punição, na verdade o Inferno é mais como um presente, uma forma de escapar da onipresença de Deus. Todo o restante da série gira em torno de discussões filosóficas sobre o livre arbítrio contra a tirania da predestinação.

Apesar de estar envolvido com a criação do Multiverso e também estar presente em outros títulos da DC Comics, a série da Vertigo não é cânone.

4Poderes

Um dos mais poderosos seres a pisar na Terra

Lúcifer é considerado o segundo personagem mais poderoso de todo o Multiverso da DC Comics, ficando atrás de Yahweh, representação de Deus, e empatando com seu irmão Miguel.

Por ser um Arcanjo, Lúcifer é significantemente mais poderoso do que outros Anjos. Seus poderes são vastos e vão desde uma força física absurda, onisciência, onipresença e imortalidade, a até pode moldar a realidade da forma que desejar. Porém, diferente de seu pai, Lúcifer possui algumas limitações, ele não pode criar algo do nada.

Apesar de ser extremamente poderoso, Lúcifer prefere não usar seus poderes, preferindo usar sua manipulação. Mas quando alguma situação necessita de atitudes mais agressivas ele prefere usar golpes baseados em fogo e luz.

5Lúcifer já criou seu próprio universo

Lúcifer e o seu Jardim do Éden

Na minissérie Sandman Apresenta: Lúcifer, Deus pede um favor a Lúcifer e em troca lhe dá uma Carta de Passagem que seria utilizada para criar um novo universo. Mas para isso ele precisava de algumas coisas: suas asas e uma poderosa fonte de energia.

Após recuperar suas asas que estavam na Casa sem Janelas, Lúcifer encontrou seu irmão, o Arcanjo Miguel, que estava gravemente ferido. A única forma de curar Miguel era matando-o, o que permitiria que ele voltasse a vida 100% restaurado, porem a sua morte causaria a destruição do universo devido a todo o poder que seria liberado. Então Lúcifer decide levar Miguel ao seu próprio reino, um lugar seguro para a sua morte, e mata seu irmão. O poder liberado causa praticamente um big bang criando matéria no grande vazio e dessa forma Lúcifer pode moldar seu próprio universo com até mesmo seu próprio Jardim do Éden.

6Principal aliada

Mazikeen, filha de Lilith

Filha de Lilith, Mazikeen é comandante do Lilium, um exército demoníaco formado por descendentes de Lilith, e é também o braço direito e amante de Lúcifer. Ela possui a aparência de uma bela mulher, contudo metade do seu rosto é desfigurado e esquelético. Mazikeen usa uma máscara sob a parte demoníaca do seu rosto.

Nos quadrinhos Mazikeen fala de uma forma bastante difícil de se compreender, apesar de Lúcifer conseguir entender perfeitamente. Para escrever os diálogos da personagem Neil Gaiman costumava falar usando apenas um lado da boca e tentava escrever o que saia (gênio).

7Novos 52

Remodelagem de Lúcifer para os Novos 52

No reboot da DC Comics, assim como muitos personagens, Lúcifer ganhou uma remodelagem. O senhor do Inferno se tornou alguém sádico, malévolo e sempre disposto a coletar almas humanas, mas ainda assim entediado com sua existência. Ele marcou presença em algumas HQs como Cavaleiros do Demônio e Eu, Vampiro, atualmente seu paradeiro é desconhecido.

8Quase uma autobiografia

Mike Carey, roteirista de Lúcifer

O escritor Mike Carey revelou que de certa forma a serie pode ser vista como sua autobiografia, muitas vezes Lúcifer representa ele próprio e outras vezes a humanidade como um todo.

9Semelhança com David Bowie

A semelhança não é coincidencia

Neil Gaiman é um grande fã de David Bowie e a seu pedido Lúcifer foi desenhado para se parecer com o cantor.

10O seriado

Das HQs para a TV

Em 2015 Lúcifer ganhou um seriado que, apesar do roteiro não seguir exatamente as HQs, teve uma boa aceitação dos fãs e até mesmo a aprovação do seu criador Neil Gaiman. Na adaptação para a TV, Lúcifer é interpretado por Tom Ellis, Mazikeen por Lesley-Ann Brandt e Amenadiel por D.B. Woodside.

Antes do lançamento oficial do seriado, a associação americana “One Million Moms” criou uma petição para que ele fosse cancelado. A associação descreve Lúcifer como “uma nova série que irá glorificar Satanás como uma pessoa carinhosa e amável” e completa usando o seguinte argumento para que o seriado seja cancelado: “O programa descaracteriza Satanás, afastando-o dos verdadeiros ensinamentos bíblicos sobre ele, e retrata as crenças da fé cristã de forma imprecisa. Ao escolher lançar este programa a FOX estará desrespeitando o cristianismo e zombando da Bíblia”. Você pode ler mais sobre essa petição aqui no blog, incluindo a resposta de Neil Gaiman.

Bônus

Se você curtiu todas essas curiosidades sobre esse personagem da Vertigo então vai gostar de ler a HQ que pode ser encontrada na Amazon.

Lúcifer Vertigo
Clique aqui para adquirir