The Tick da Amazon Prime Vídeo já esta disponível, uma plataforma de streaming ainda pouco popular no Brasil. E deve ser por conta disso que as séries dela não estão sendo muito comentadas.

Provavelmente muitos não estão familiarizados com o título The Tick (traduzindo seria O Carrapato). Mas este super-herói é muito conhecido nos Estados Unidos principalmente por sua série de desenhos animados dos anos 90 e uma série de TV nos anos 2000. The Tick é criação do cartunista e animador Ben Edlun, que nos anos 80 teve a ideia de criar uma sátira do mundo dos super-heróis.

The Tick é um herói super poderoso que anda acompanhado por seu ajudante Arthur. Juntos eles combatem as forças do mal. E em meio as suas aventuras também ajudam outros super-heróis. Até aqui, tudo bem, nada de novo, correto?  Mas não espere nada de convencional na abordagem destes personagens, sempre há danos colaterais e as resoluções de suas aventuras nunca são ortodoxas.

O desastre e o caos normalmente andam juntos a The Tick e Arthur, tornando suas missões uma paródia dos heróis ocidentais.Com esta premissa a Amazon decidiu reviver uma nova encarnação do herói canastrão com a interpretação de Peter Serafinowicz e Griffin Newman respectivamente The Tick e Arthur.

O piloto estreou no ano passado, sendo extremamente elogiado, o que resultou na compra da 1º temporada pela Amazon com um total de 6 episódios, de aproximadamente 28 minutos cada.

The Tick da Amazon inovando

A muito eu aguardava uma produção de super-héroi que saísse dessa fórmula Netflix, Marvel, Disney, Warner e DC. Cadê as produções “ala” Kick – Ass? Aquela pitada de realidade com humor negro e inteligente? A resposta foi dada pela Amazon. The Tick é uma descompromissada, hilária e original homenagem aos super-heróis. A série pode ser considerada um “novo testamento” na era das séries de heróis.

The Tick  da Amazon parte da premissa de que os heróis são reais, e vivem em meio aos humanos normais. E muitos deles são celebridades, dão entrevistas e inclusive possuem action figures. Muito semelhante a premissa explorada na série Powers ou em HQs de Mark Millar.

Tudo isso acontece dentro de um discurso coerente. Criando um paralelo dos exageros das HQs clássicas com uma grande dose de cinismo. Além de abordar os acontecimentos e impacto da existência de super seres na sociedade moderna, mostrando programas, noticias, jornais e reações de indivíduos comuns.

the tick da amazon
O herói Superian dando entrevista para Whoopi Goldberg

Toda esta 1º temporada serviu para estruturar um mundo consistente, onde é possível acreditar em super seres vivendo no mundo real. Mas em paralelo temos uma paródia surreal e inteligente quando utiliza recursos do gênero das comics. Poses heroicas, discursos paternalistas, narração com voz viril de herói, metodologias sanguinolentas de um herói paramilitar/psicótico/ninja, tudo que se pode ter em HQs clássicas dos Anos 90, fazem parte de The Tick da Amazon.

Um ponto extremamente forte na série é seu visual. The Tick claramente reflete e expressa como seriam os heróis na realidade utilizando seus trajes das HQs. Nada de adaptar ou modificar as vestimentas para uma versão sem graça e realista. Simplesmente a produção expõe aquele traje que você acha legal na HQ, mas acharia ridículo na realidade. E faz o telespectador aceitar aquilo de forma muito divertida.

O roteiro de Ben Edlund (criador das HQs e produtor de The Tick ) é muito inteligente. Todos estes detalhes surrealistas são muito bem expostos em meros 20 minutos de cada episódio. E é um tempo muito bem explorado, cada capitulo é fluido a ponto de 6 episódios serem facilmente digeridos em uma sentada diante da TV.

É extremamente importante ressaltar que juntamente com o bom roteiro, a boa formula da série também se deve ao elenco. Peter Serafinowicz encarna perfeitamente a alcunha de The Tick, seja na voz icônica, seu sarcasmo ou suas poses performáticas. E Griffin Newman passa toda a insegurança e coragem de Arthur, que é a representação de um humano normal fã de super-heróis, mas também quer se tornar um.

the tick da amazon
Arthur recebendo um abraço caloroso de The Tick

E temos também a icônica interpretação de Jackie Earle Haley (Rorschach de Watchmen) como o vilão Terror. A personificação extremamente caricata de um vilão terrorista que segue cada regra do manual dos super-vilões das HQs. Na verdade, toda a equipe, desde a produção até os atores merecem aplausos.

the tick da amazon
O vilão Terror e seus capangas

Concluindo, The Tick da Amazon é uma produção necessária nesta época em que estamos assistindo sempre mais do mesmo, seja nos cinemas, nos serviços de streaming ou TV. Em quesito efeitos especiais, bota no chão as produções Marvel/Netflix produzidas até o momento. É uma pena ser tão curta, e digo logo, o final vai te deixar com vontade de quero mais, e raiva por acabar naquele suspense.

Sem medo de errar, The Tick da Amazon é a série mais divertida e original de heróis destes últimos anos. Estou na torcida para as próximas temporadas. E que a iniciativa da Amazon incentive outros canais a arriscarem em roteiros de HQs originais e independentes. Está na hora de coisas novas, chega de assistir mais do mesmo todo ano.

Pague um café!

Gostou desse artigo? Que tal pagar um café ao nossos Autores? Eles ficarão felizes com seu apoio =)

REVER GERAL
The Tick da Amazon
COMPARTILHAR
Artigo anteriorStar Wars: os Últimos Jedi ganha linha completa Funko
Próximo artigoIntegração entre Cortana e Alexa é anunciada

Sempre almejei ser orfão de pais bilionários, ganhar poderes com a radiação solar ou proteger a Deusa Athena, mas “One-above-all” não concedeu – me tais dádivas. Descontente com o destino que os deuses me impuseram tornei-me um leitor compulsivo, PCgamer, série maníaco e cultuador da força. Qual pílula você quer? A azul ou vermelha ?