O Exorcista 1ª temporada é uma série do canal Fox sobre direção de Jeremy Slader. Mas a produção pode ser assistida também no Amazon Prime Video. Sinceramente não tinha grandes expectativas com a série, nos últimos anos narrativas com a temática de exorcismo não obtiveram sucesso.

O único que conseguiu ter um bom sucesso foi “O Exorcismo de Emily Rose” de 2005. Os demais só vieram para mostrar a saturação desta temática tão pavorosa e cultuada pelos fãs do terror.

Produções sobre exorcismo nos faz confrontar medos ou mitos de um dos maiores arqui-inimigos da humanidade, o Diabo. Então é um tema bastante recorrente nos cinemas e na TV. O clássico filme de 1974 sobre a direção de Willian Friedkin é uma adaptação da obra homônima de Willian Peter Blatty. Até hoje considerado um clássico dos filmes e terror. A produção é ganhadora de diversos prêmios e nenhum sucessor alcançou sua magnitude.

O Exorcista 1ª temporada veio com a proposta de ser uma continuação do longa original, ou seja, uma grande responsabilidade. Criar um novo produto de uma obra tão conceituada gera um enorme frenesi entre o público, principalmente em fãs do livro.

o exorcista 1ª temporada
Ângela Rance sentindo energias negativas em sua casa.

O clima da produção original é altamente bem-sucedida, em termos estéticos e dramáticos. E o livro é uma obra fantástica do horror, com seu clima pesado e narrativa obscura é ainda mais aterrador que o filme. Então o que O Exorcista 1ª temporada poderia oferecer? Assim como a produção original, a trama nos conta a história de uma família católica tradicional perseguida por uma entidade infernal.

As coisas ficam mais tensas quando a matriarca, Ângela Rance (Geena Davis), começa a sentir “energias negativas” no comportamento de sua filha mais nova, Katherine (Brianne Howey). Mas na verdade a entidade quer se apossar de sua filha mais velha, Casey Rance (Hannah Kasulka).

Ângela então decide recorrer ao padre Tomas Ortega (Alfonso Herrera). Um padre bem-sucedido em seus afazeres com a igreja. Mas tem sentimentos confusos em relação aos seus sentimentos carnais e sexualidade. Como não possui experiencia com exorcismo, ele recorre ao padre Marcus Lang (Ben Daniels), um especialista e exorcista oficial do Vaticano.

Vários acontecimentos estranhos começam a acontecer, todos girando em torno da trama central. No 1º episódio a série já mostra todo o seu potencial e a trama principal ganha seus alicerces para os próximos episódios. A iluminação, cenário e trilha sonora contribuem para um clima tenso e obscuro.

O Vaticano não reconhece o problema da família como sendo um caso oficial para requerer um exorcismo. Mas os padres, cientes dos horrores, vão de contra o veredicto de seus superiores e decidem ajudar na clandestinidade. Ao avanço dos episódios a garota possuída começa a agir de maneira mais aterradora e desagradável.

Existe um grande clichê em produções sobre exorcismo. O demônio se alimenta de pecados e sabe tudo sobre as pessoas que tentam confronta-lo, está característica é bem explorada na série. Os padres são humanos, e como todos os humanos eles possuem pecados. Então o passado, dúvidas e fraquezas dos heróis é explorado pelo inimigo, abalando a fé e confiança deles. O que torna a tarefa mais árdua.

o exorcista 1ª temporada
Padre Marcus (à esquerda) e Padre Tomas (à direita).

Em contrapartida ao plot principal, temos a chegada planejada do Papa. E o espectador então descobre que o demônio na casa da família Rance é só a “ponta do iceberg”. Existe uma grande conspiração demoníaca acontecendo no mundo, e eles possuem planos para matar o Papa e iniciar uma dominação global. Ou seja, existem várias outras pessoas possuídas e inclusive um grupo que se deixam possuir pelos demônios de forma voluntária.

A conspiração demoníaca eleva os níveis de tensão da série e deixa tudo mais instigante. As reviravoltas e revelações da série se conectam perfeitamente com a obra original. Os seus 3 últimos episódios chegam a um clima de deixar qualquer fã de terror extasiado. A representação do demônio é um grande espetáculo. A série mostra a personificação do mal no psicológico da vítima e nos leva a angustia.

o exorcista 1ª temporada
Padre Marcus confrontando um possuído.

Existe um grande dinâmica visual para exibir os jogos mentais feitos pelo antagonista, e tudo é muito inteligente, sarcástico e bem montado. Esteticamente O Exorcista 1ª temporada é visualmente bem elaborado. E tudo ganha reforço com a boa direção e desempenho pleno dos atores.

Eu particularmente fiquei incomodado com Geena Davis, veterana nos cinemas e bastante conhecida nos anos 80 e 90. A atriz tem uma interpretação robotizada e não passa a devida angustia e terror de uma mãe que tem uma filha possuída por uma entidade maligna. Ela possui uma inexpressividade enorme, parece que fez muito uso de botox.

Os destaques em atuações vão para Alfonso Herrera, Ben Daniels e Hannah Kasulka. Kasulka em especial incorpora muito bem sua personagem e mostra perfeitamente as facetas de uma pessoa transtornada por uma possessão.

O Exorcista 1ª temporada conta com 10 episódios, e como falei anteriormente, podem ser assistidos na integra no Amazon Prime Video. Respeitando o material original, e ainda ampliando a narrativa para além de uma possessão dentro de uma residência, a produção consegue se sair melhor que o filme de 1974. E de quebra ganha o patamar de melhor produção sobre exorcismo dos últimos anos.

Vamos esperar que a Fox mantenha o nível de qualidade dos episódios. E consiga ampliar de forma concisa o universo da série. Que venham mais temporadas!

Pague um café!

Gostou desse artigo? Que tal pagar um café ao nossos Autores? Eles ficarão felizes com seu apoio =)

REVER GERAL
O Exorcista 1ª temporada
COMPARTILHAR
Artigo anteriorStar Wars: comercial tem cenas inéditas reveladas
Próximo artigoAssédio em Hollywood – Netflix demite Kevin Spacey!
Sempre almejei ser orfão de pais bilionários, ganhar poderes com a radiação solar ou proteger a Deusa Athena, mas "One-above-all" não concedeu - me tais dádivas. Descontente com o destino que os deuses me impuseram tornei-me um leitor compulsivo, PCgamer, série maníaco e cultuador da força. Qual pílula você quer? A azul ou vermelha ?