HBO é roubada! E o sequestro das informações da emissora continuam dando o que falar. Anteriormente os criminosos invadiram os sistemas do canal e vazaram o quarto episódio de GoT. Os hackers roubaram mais de 1,5TB de arquivos do canal. Nesta segunda (07/08), o hacker intitulado de Sr. Smith (Neo não tinha matado esse cara?), pediu um resgate milionário no valor de “pelo menos US$ 6 milhões em Bitcoins.

Entre os arquivos estão episódios de Ballers, Room 104, Insecure e GoT. Além de conteúdos inéditos como roteiros e episódios completos, existem filmes do canal; um mês de troca de e-mails do vice-presidente da HBO; documentos internos; cartas de oferta de emprego a executivos do alto escalão e informações confidenciais dos funcionários da empresa.

Segundo o The Guardian, o grupo liberou 3.4 GB de informação, incluindo números de telefone e endereço de todos os atores principais da série de TV, incluindo Peter Dinklage(Tyrion), Lena Headey(Cersei ) e Emilia Clarke(Daenerys Targaryen).

Já o THR, revelou que recebeu o resumo de um roteiro inédito de Game of Thrones, além de vários e-mails sigilosos da cúpula da HBO – que incluem planilhas de marketing e planos de mídia. Mas o site afirmou que não irá divulgar o material. Para aumentar a pressão sobre a emissora os hackers enviaram um vídeo com a seguinte mensagem para Richard Plepler (CEO da HBO):

“Nós invadimos com sucesso a sua enorme rede… HBO foi um dos nossos alvos mais difíceis de lidar, mas nós fomos bem-sucedidos – apesar de demorar quase seis meses”

Confira o comunicado da emissora sobre o incidente:

“A HBO recentemente passou por um incidente cibernético, que resultou no comprometimento de informações privadas. Nós imediatamente começamos a investigar o incidente e estamos trabalhando com empresas de segurança cibernética. A proteção de dados é uma prioridade máxima na HBO e levamos a sério nossa responsabilidade de proteger os dados que possuímos.”

De acordo com a Variety, um executivo da HBO ofereceu US$250 mil (R$790 mil) para evitar o vazamento de informações. O dinheiro foi oferecido como uma “recompensa” por ter encontrado uma falha crítica de segurança. A prática é comum nas empresas de grande porte que utiliza dos serviços de hackers categorizados como “White Hats”. Ou seja, cujo a intenção não é prejudicar mas sim testar os sistemas de proteção para encontrar possíveis brechas, informa-las e corrigi-las.

A carta, assinada por executivo não-identificado pelo site, também pede que o grupo atacante aumente o prazo da entrega do dinheiro em uma semana enquanto a empresa adquire as moedas de bitcoin, dizendo:

“Você tem a vantagem de ter nos surpreendido. No espírito da cooperação profissional, estamos pedindo que você estenda o prazo em uma semana.”

Para os fãs só resta torcer para não receber spoilers indevidos. Vamos ficar ligados nas próximas notícias.