Tempo de leitura: 03:32 min

Damnation (tradução literal, condenação) é uma série de gênero western (o velho faroeste) disponível na Netflix, que explora o período da Grande Depressão americana no inicio do século XX. A produção criada por Tony Tost tem todos os elementos de um excelente “Bang-bang”.

O centro da narrativa gira em torno de trabalhadores rurais que lutam contra as baixas taxas impostas pelos bancos sobre os produtos cultivados. O grupo de fazendeiros se unem e fazem greve gerando um enorme impacto econômico na cidade local. Em auxílio aos trabalhadores injustiçados, temos o implacável e misterioso pastor Seth (Killian Scott). Um homem de fé, mas com atitudes e habilidades de um pistoleiro profissional.

Damnation primeira temporada - Creeley e o pastor Seth.
Creeley e o pastor Seth.

O pastor torna-se o guia espiritual e líder de uma revolução com proporções épicas, cada passo dos grevistas é meticulosamente orquestrado por ele. O ator Killian Scott tem uma ótima performance, extremamente sólida e bem executada. As dualidades e atitudes questionáveis do pastor Seth são muito bem interpretadas. O personagem possui um passado obscuro, violento e cheio de pecados do qual tem vergonha de falar. Mas busca redenção tentando ajudar os desfavorecidos.

Em contra-posição ao altruísta pastor Seth, temos o violento e implacável “fura-greves” Creeley Turner (Logan Marshall-Green). Turner é um antagonista muito carismático, o personagem protagoniza os melhores diálogos e cenas da série. Os “fura-greves” realmente existiram, eles geralmente possuíam habilidades militares e eram contratados para acabar com as greves de trabalhadores, utilizando a força necessária para isso.

O ator Logan Marshall-Green é simplesmente genial, ele se entrega completamente as complexidades do personagem. Turner possui, assim como o pastor, um passado cheio de violência e brutalidade, além de uma atitude e mira mortíferas. É complicado amar ou odiar completamente o vilão, com o desenvolvimento da história acabamos criando empatia por ele e até mesmo compreendendo suas atitudes ofensivas.

Outro ponto extremamente forte no roteiro são as descrições das personagens femininas. Todas estão longe de serem as indefesas mulheres retratadas na maioria dos filmes de faroeste. A mulher do pastor, Amelia (Sarah Jones), é um exemplo perfeito disso. A linda jovem possui uma personalidade marcante, ousada e determinada, sendo de importância fundamental para o desenrolar da narrativa. Todas as mulheres são impetuosas e cruciais para Damnation primeira temporada.

Damnation primeira temporada - Amelia.
Amelia.

Além da ótima construção dos personagens, Damnation primeira temporada faz uma rica crítica social ao estilo de vida capitalista e as consequências nocivas criadas pelo movimento de industrialização. A corrupção causada por interesses financeiros, coisas que vemos até hoje, destruindo e levando várias famílias a uma situação de completa miséria e desespero. E para piorar, uma completa impunidade contra crimes que feriam a classe trabalhadora, mas protegiam as elites. Um “retrato” da vida real.

Outra dura realidade descrita é o preconceito. A série descreve o poder e influencia da Legião Negra, um grupo racista paramilitar derivado da famosa Ku Klux Klan. Formado pela supremacia racista branca e responsável por diversas mortes e perseguições aos negros e outros inocentes. Toda esta carga de descrições enriquece bastante a narrativa.

Minha ressalva em Damnation é sobre algumas atitudes que soam forçadas durante a história. Como por exemplo, o caso de os fazendeiros passarem extrema fome por não venderem seus produtos. Sendo que cada um deles produzem coisas diferentes e podem trocar em si. Esta situação é criada para dar um drama maior para o roteiro. Mas nada para tirar a qualidade da produção.

Damnation primeira temporada consegue divertir, ensinar, emocionar e fazer o espectador refletir. As duras críticas sociais e enormes reviravoltas são cheias de ação dignas de um ótimo western. A narrativa evolui de maneira concisa e natural, culminando em histórias impactantes de relevância cultural e histórica para cativar qualquer espectador em busca de uma boa série.

REVER GERAL
Damnation
Sempre almejei ser orfão de pais bilionários, ganhar poderes com a radiação solar ou proteger a Deusa Athena, mas "One-above-all" não concedeu - me tais dádivas. Descontente com o destino que os deuses me impuseram tornei-me um leitor compulsivo, PCgamer, série maníaco e cultuador da força. Qual pílula você quer? A azul ou vermelha ?