Tempo de leitura: 03:00 min

AICO Incarnation é a mais nova investida da Netflix em produções de animes originais. A produção de sci-fi, possui uma temática emocionante e audaz que consegue manter a atenção do espectador durante seus 12 episódios. A animação começa lenta, mas com o avanço da narrativa ganha um enorme clima de aventura, tensão e terror.

A narrativa começa no ano de 2035, dois indivíduos trajados em roupas de combate estão fugindo de um organismo artificial (chamada de matéria maligna) parecido com A Bolha Assassina, filme clássico de terror dos anos 80. O organismo em questão é uma horrenda experiencia biológica que deu errado. Após está perseguição nojenta e bizarra, somos apresentados a Aiko, uma garota se recuperando em uma cadeira de rodas.

AICO Incarnation - Matéria atacando a tropa de soldados.
Matéria atacando a tropa de soldados.

A jovem está se recuperando do incidente biológico, chamado “Erupção”, em que perdeu sua família. A garota esta confinada na cadeira de rodas até o aparecimento de um novo estudante chamado Kanzaki. Daí por diante a vida de Aiko toma um clima frenético, o jovem Kanzaki está infiltrado na escola para resgata-la de uma estranha conspiração governamental envolvendo armas biológicas, clonagem e criação de organismos celulares artificiais inteligentes (A.I.C.O).

O resgate de Aiko torna-se uma grande missão suicida rumo ao marco zero da “Erupção”, e descobrimos que a protagonista é a chave para acabar com a estranha matéria maligna. AICO Incarnation é cheio de cenas de ação rápidas e visualmente instigantes, o principal inimigo é a estranha “matéria maligna” que eclode de vários lugares parecendo uma secreção viva. A construção da história é bem concisa e estruturada, saindo de um clímax lento para o mais acelerado, e finalmente culminando em um final satisfatório.

Os primeiros episódios lançam diversas ideias para despertar a curiosidade do espectador, apesar de ser lento e enfadonho. De início ficamos perdidos em meio a narrativa, e parece que falta um certo nível de clareza. Mas durante a evolução dos episódios as ideias vão sendo esclarecidas.

AICO Incarnation - Kanzaki e Aiko
Kanzaki e Aiko

Os personagens não ganham a empatia do espectador logo no início, principalmente Aiko. A protagonista é muito chorosa e tola no começo. Porem sua evolução é bem construída e logo ganhamos afeto por ela. Já Kanzaki, é o típico herói misterioso e apático do animes, não demonstra muitas emoções. Mas sua importância na história é indispensável. O anime possui ótimos plot twists e revelações perfeitamente conectadas com a narrativa.

A animação em AICO Incarnation é muito bem produzida. Existe uma grande utilização de CGI nas cenas de ação e tudo é profissionalmente bem executado. A movimentação dos personagens com seus trajes de batalhas e mechas são fluidas e vibrantes. As cores dos trajes e o tom vermelho sangue da matéria maligna em contraste com o ambiente escuro misturam-se muito bem.

Um fator muito perturbador na animação é sua dublagem em português brasileiro. Não assista com essa opção, o trabalho realizado é horrível e soa ridículo. As dublagens não expressam a verdadeira emoção dos personagens.

A Netflix vem fazendo trabalhos confiantes neste início de ano, começaram com B: The Beginning e agora entregaram AICO Incarnation. A animação pode parecer confusa e chata de início. Mas lentamente demostra um roteiro lindamente escrito acompanhado de uma animação detalhada com ótimo tema de sci-fi. Com certeza um dos melhores animes de ficção cientifica da Netflix.