Os minijogos têm tido uma série de utilidades ao longo dos anos: desde fazer com que tarefas mundanas — como abrir fechaduras sem chave ou arrombar portas — sejam mais agradáveis, até dar aos jogadores uma maneira de descontrair enquanto ganham umas moedas extras. Eles se tornaram peças importantes dos jogos, e alguns, de tão populares, até foram lançados como jogos completos.

Aqui estão alguns dos nossos favoritos, que você realmente devia experimentar:

1Lock Picking – Skyrim

Imagem cortesia Steam

Ser um aventureiro no Skyrim significa que você terá a sua quota justa de portas e baús trancados. Em vez de ser apenas uma animação, o jogo nos apresenta uma das habilidades mais difíceis de se dominar no universo Skyrim — habilidade que recompensa mais aos jogadores pelas tentativas fracassadas que pelas bem-sucedidas, pois os que fracassam ganham mais experiência (XP). Combinando o desempenho de uma tarefa bem desenhada — que proporciona aos jogadores um sentimento verdadeiro de realização quando o sistema da fechadura se destrava — com a resposta táctil de um controle com vibração, você tem o máximo num minijogo inesquecível.

2Hacking – Bioshock

Imagem cortesia Bioshock Wiki

Tal como a abertura de fechaduras no Skyrim, o ato de arrombar portas para acessar novas áreas no Bioshock ganhou vida nova com um minijogo de encaixar canos (pipe-swaping). Posicione os canos para consertar o circuito, e a porta se abrirá. Uma tarefa simples, mas envolvente o suficiente para deixar você ansioso para se deparar com outra porta, só para ver o quebra-cabeça que o espera.

3Part-time Jobs – Fable 2

Imagem cortesia Gamespy

Até mesmo os heróis precisam fazer uns bicos para ganhar um dinheiro, e a resposta do Fable 2 a essa necessidade veio com a apresentação de uma série de minijogos relacionados com o trabalho. Seja para servir cervejas numa taverna local, cortar madeira para os moradores locais, fazer lâminas para o ferreiro ou aproveitar o seu lado criativo num jogo de alaúde ao estilo Guitar Hero, todos esses jogos requerem uma coisa: um bom senso rítmico. Dominar qualquer um desses jogos — ou todos, como eu — vai lhe dar uma sensação enorme de realização, o prazer de ver o seu bolso se encher desempenhando um papel quase secundário.

4Fishing – The Legend of Zelda: Ocarina of Time

Imagem cortesia Zelda Wiki

O que mantém os jogadores concentrados nos minijogos não são apenas as possíveis recompensas  Embora você possa conseguir um pedaço de coração pescando no The Legend of Zelda: Ocarina of Time, esta não é a única razão pela qual os jogadores se veem entrando naquele lago repleto de peixes por horas a fio. A emoção de fisgar o peixe grande: o caminho para ser o melhor pescador é algo que não pode ser subestimado, e a Nintendo parece saber disso, já que todos os jogos Zelda lançados desde então incluem a pesca como passatempo.

5Chocobo Racing – Final Fantasy XIII-2

Um regresso a um minijogo semelhante do Final Fantasy VII, o Chocobo Racing busca despertar a saudade nos jogadores, na forma de um minijogo envolvente que não só os incumbe de vencer no dia da corrida, mas que também traz tarefas adicionais dentro do jogo. Explore o mundo para capturar novas variantes de Chocobo — com pássaros de diferentes cores, que oferecem estatísticas e vantagens exclusivas — e desafie os adversários para se tornar o Chocobo mais rápido.

6Gwent – The Witcher 3

Imagem cortesia Gwent Offical Website

Um jogo tão famoso que a CD Projekt Red lançou um título independente, o Gwent oferece aos jogadores a chance de relaxar da estressante matança de monstros, lutando contra inimigos num campo de jogo diferente. Aparentemente um simples jogo para colecionar cartas, o Gwent desafia os jogadores a formar um deck estratégico para vencer os inimigos da IA (inteligência artificial) e ganhar um dinheiro extra dentro do jogo. Considerado similar ao famoso Hearthstone, da Blizzard, mas muito mais fácil, o sucesso do Gwent fica claro com o anúncio do jogo independente no briefing do E3 Xbox, da Microsoft, provando que se trata de um dos destaques do comunicado à imprensa.

7Texas Hold’Em – Red Dead Redemption

Imagem cortesia Red Dead Wiki

O Gwent não é o único jogo de cartas oferecido no ambiente virtual: o Red Dead Redemption dá aos jogadores a oportunidade de entrar num dos jogos de cartas mais populares do planeta, com o lançamento do Liars and Cheats, um pacote de DLC que apresenta o Texas Hold’Em ao velho oeste. Oferecendo aos jogadores um dos melhores jogos de pôquer já feitos, jogadores de todos os níveis deviam, com certeza, tentar construir sua banca dentro do jogo.

8Casino Games – Grand Theft Auto San Andreas

Imagem cortesia GTA Wiki

Oferecendo a maior seleção de minijogos de cassino de qualquer um dos Grand Theft Auto, o San Andreas não só dá acesso a um dos jogos de cassino mais jogados no mundo virtual, mas também permite aos jogadores aprimorar a habilidade de jogo dos personagens, na forma de um minijogo próprio. Pague para subir de nível e aposte até 1 milhão de dólares para tentar vencer a IA na roleta, no blackjack, nos caça-níqueis, no vídeo-pôquer, na roda da fortuna, no craps ou até mesmo no Texas Hold’Em. No entanto, se você estiver endividado, prepare-se para enfrentar as últimas consequências.