Tempo de leitura: 02:29 min

Dívida Perigosa (The Outsider, no original) e o novo lançamento Netflix produzido e protagonizado por Jared Leto (O coringa de Esquadrão Suicida). O longa se passa nos anos 50 e acompanha as atividades de famílias da máfia japonesa, os yakuza.

Nick (Jared Leto) é um presidiário americano no Japão e acaba salvando, de uma tentativa de assassinato, um integrante da yakuza, Kiyoshi (Tadanobu Asano). Em dívida com Nick e seguindo seu código moral, Kiyoshi acolhe o americano. E quando fogem da prisão o mafioso japonês garante que sua família mafiosa tradicional aceite o forasteiro. Com o desenrolar da narrativa, Nick vai ganhando espaço dentro do clã e confiança de seu líder, mesmo sendo chamado de gaijin (estrangeiro).

Dívida Perigosa
O inexpressivo Nick (Jared Leto).

Em meio à desafetos, violência e assassinatos, Nick torna-se um yakuza. Chegando ao ponto de cortar seus próprios dedos para demostrar fidelidade ao clã. O personagem de Leto é praticamente mudo, ele claramente não fala japonês, e dificilmente fala em inglês também. É o típico cara da ação, no estilo Steven Seagal, ele só bate, mata e luta quando necessário. Não expressa sentimentos ou emoções, é um frio assassino com um passado misterioso.

O passado de Nick não é explorado, nem mesmo a yakuza manda investigar para saber de onde ele veio. Uma coisa que no mundo real com certeza não aconteceria. A construção da confiança entre ele e o clã é muito rápida e forçada. Por mais que ele tenha salvado a vida de Kiyoshi e cometido uns crimes, com certeza não ia ser apenas arrancando dedos para conseguir ingressar em uma família tradicional mafiosa japonesa. Ainda mais que os japoneses são extremamente xenofóbicos.

Dívida Perigosa
A linda irmã de Kiyoshi

O destaque em Dívida Perigosa vai para a linda Shioli Kutsuna, que vive a irmã de Kiyoshi. Ela é deslumbrante visualmente e na atuação. A atriz literalmente rouba os holofotes, brilhando em cada cena, apesar de sua personagem não possuir muito tempo de tela.

O grande espetáculo do longa são as caracterizações e descrições visuais do submundo da máfia japonesa, é um verdadeiro espetáculo. A tradição e cultura nipônica é muito bem descrita, é uma viagem cultural. Porem o roteiro é muito simples e rotineiro, o filme torna-se apenas algo para entreter. Não existe uma motivação profunda ou relevante como plot principal, é apenas um filme mostrando uma briga entre mafiosos.

Jared Leto é um ator talentoso, mas foi desperdiçado em um personagem robotizado, frio e inexpressivo, lembra o personagem de Alexander Skarsgard no recente “Mudo”, também da Netflix. Potenciais desperdiçados em personagens sem relevância.

Com direção de Martin Zandvliet e roteiro de Andrew Baldwin, Dívida Perigosa é um filme totalmente esquecível, que só deve ser assistido se você não tiver nada melhor para ver ou for fã do Jared Leto.

REVER GERAL
Dívida Perigosa/The Outsider
FONTEjanolns
Sempre almejei ser orfão de pais bilionários, ganhar poderes com a radiação solar ou proteger a Deusa Athena, mas "One-above-all" não concedeu - me tais dádivas. Descontente com o destino que os deuses me impuseram tornei-me um leitor compulsivo, PCgamer, série maníaco e cultuador da força. Qual pílula você quer? A azul ou vermelha ?