Tempo de leitura: 03:56 min

A saga do bruxo Geralt de Rivia nasceu nos livros, porém foi nos jogos que a história ganhou o mundo e se tornou muito conhecida. A CD Projekt RED fez um trabalho maravilhoso com o jogo e finalizou a história com a expansão The Witcher 3: Blood and Wine. Com tanto sucesso, não era de se estranhar que o jogo fosse se expandir para outras mídias e foi junto com a Dark Horse que The Witcher chegou também aos quadrinhos. Primeiramente com A Casa de Vidro e agora com Os Filhos da Raposa.

Equipe Criativa

A mesma dupla de sucesso da minissérie anterior foi mantida e assim Paul Tobin e Joe Querio retornaram para dar vida ao mundo de The Witcher. O roteiro de Paul Tobin continua muito competente e consegue trazer todo o clima presente nos jogos. A arte de Joe Querio segue o mesmo rumo e dessa vez parece que o desenhista está mais a vontade com todo o universo e consegue adaptar ainda melhor o ar sombrio do jogo.

the-witcher-os-filhos-da-raposa-01

A trama de Os Filhos da Raposa

Dessa vez o bruxo Geralt está em companhia do seu grande amigo Addario, um anão tocador de trombeta que prometeu levá-lo até a cidade de Novigrad. Desde o início toda a expedição já corria o risco de enfrentar um perigo eminente, porém as coisas pioram quando a dupla decide se juntar a tripulação do Profeta Lebioda e a um grupo de mercenários que tentavam resgatar uma criança que havia sido sequestrada por uma Vulpess. Uma raça de mulheres metade humana e metade raposa, que possuem poderes tão misteriosos e terríveis que são uma verdadeira ameaça até mesmo pra caçadores de monstros experientes como Geralt.

the-witcher-os-filhos-da-raposa-02

O problema realmente começa ao perceber que o grupo na verdade é composto por criminosos e eles escondem um segredo que coloca a todos no alvo de uma ameaçadora e implacável Vulpess. Agora o grupo precisa combater um inimigo que eles não conhecem completamente e tentar sobreviver a qualquer custo.

the-witcher-os-filhos-da-raposa-03

Essa minissérie continua mantendo o nível e o mesmo formato de contar histórias que foi criado em A Casa de Vidro e chega até a surpreender, pois é uma tentativa muito bem sucedida de levar um jogo para os quadrinhos. Apesar de fazer parte do mesmo universo do jogo, Os Filhos da Raposa não é baseado em uma história da franquia, não se preocupa em informar em que ponto da cronologia ela se encaixa e nem mesmo se ela é cânone. O roteiro possui inspiração no material original e a história é baseada em um capítulo de Season of Storms, sexto livro da série The Witcher escrita por Andrzej Sapkowski.

Se por um lado o fato de não ter tanta ligação com o jogo é algo interessante para novos leitores, por outro a HQ acaba pecando em não fornecer uma introdução apropriada para quem não conhece o universo de The Witcher. Paul Tobin tenta mitigar esse problema dando rápidas informações durante os diálogos, pra tentar situar melhor um leitor de primeira viagem, mas ainda assim uma página de introdução continua fazendo falta.

the-witcher-os-filhos-da-raposa-05

A HQ foi originalmente lançada em 2015, possuindo um total de 5 edições. A edição Brasileira foi lançada pela editora Media Pixel em um encadernado capa dura contendo todas as edições, algumas artes e uma entrevista com o roteirista Paul Tobin e com Pugacz-Muraszkiewicz, redator sênior da CD Projekt RED. Porém a capa dura talvez seja exatamente o maior problema dessa HQ, pois ela possui um preço de capa de R$ 34,90, um valor muito elevado para apenas 140 páginas. Talvez fosse mais interessante trazer a HQ em formato brochura, abaixando assim o preço. Afinal esse valor pode afasta aqueles que não conhecem a história e até mesmo os fãs que não estão dispostos a pagar tão caro.

Conclusão

Os Filhos da Raposa é um bom quadrinho, repleto de mistério, suspense e batalhas e que tem tudo para agradar os fãs de The Witcher. Mas se você não conhece os jogos ou os livros, provavelmente essa HQ vai despertar em você uma curiosidade para conhecer mais desse incrível universo. A forma como o universo do jogo é levado para os quadrinhos é muito interessante e é aquele tipo de história que sempre te deixa com vontade de ler uma continuação. Porém o preço elevado pode acabar assustando um pouco, mas se procurar com calma não é muito difícil encontrar a HQ com um valor mais em conta através de alguma promoção.

Pontos Positivos

  • Excelente história
  • Material até então inédito no Brasil
  • Edição de luxo muito bonita
  • É sempre bom retornar ao universo de The Witcher

Pontos Negativos

  • O encadernado custa R$34,90. Ele poderia ser um pouco mais barato

Nota

Nota 4
Capa de The Witcher: Os Filhos da Raposa

Ficha Técnica – The Witcher: Os Filhos da Raposa

Data de lançamento: janeiro de 2016
Editora: Media Pixel
Roteiro: Paul Tobin
Arte: Joe Querio
Número de páginas: 140
Formato: Capa dura, colorido
Preço de capa: R$ 34,90